Menino chinês chega com cabelo congelado à escola e foto viraliza

Menino chinês chega com cabelo congelado à escola e foto viraliza

Ele precisa caminhar 4,5 km todos os dias para chegar à escola, que fica no condado de Ludian.

Segundo apuração feita pela jornalista Kerry Allen, que trabalha na Ásia para a rede britância de notícias BBC, o menino é conhecido como Wang e mora na zona rural da província de Yunnan.

Como é possível ver nas imagens, tiradas pelo seu professor da escola primária, Wang chega todos os dias à escola com neve na cabeça, nas mãos, nas sobrancelhas e na roupa, além de chegar ainda sempre gelado e molhado.

No dia 8 de janeiro, quando uma professora chinesa percebeu que seu aluno tinha chegado quase "congelado" para assistir à aula, não pensou duas vezes em registrar o momento, para fazer um alerta sobre como muitos chineses ainda sofrem com a pobreza. A resolução de seu Ano Novo é estudar muito e ganhar algum dinheiro para comprar remédios para sua avó doente. "Ele raramente vê o pai, um trabalhador migrante que só pode voltar para casa a cada quatro ou cinco meses", diz a jornalista britânica. Outras imagens compartilhadas nas redes mostram as mãos do menino enrugadas e inchadas. Viralizaram e foram compartilhadas por centenas de milhares de pessoas nas redes sociais.

Uma foto viral de um menino chinês cujo cabelo está enregelado após a caminhada de uma hora até a escola em uma temperatura muito baixa provocou um debate sobre o impacto da pobreza nas crianças em regiões rurais. Além disso, o El País conta que as próprias autoridades de Yunnan organizaram uma campanha de doações a Wang e outros meninos em situações semelhantes. Lá foram estavam nove graus negativos. "É um exemplo", disse o diretor do colégio, ressaltando também a facilidade do garoto para a matemática.