107,5 mil linhas de telefone fixo foram canceladas em outubro — Anatel

107,5 mil linhas de telefone fixo foram canceladas em outubro — Anatel

A empresa que apresentou maior queda foi a Vivo com menos 7.472 linhas. Nos últimos 12 meses, as autorizadas tiveram perda de 37.197 linhas (-0,22%) e as concessionárias perderam 1.144.657 linhas (-4,58%). Do total de linhas móveis do País, 155.058.524 são pré-pagas e 85.792.157 são pós-pagas. No mês de outubro de 2017, quando comparado ao mês anterior, as linhas móveis pré-pagas apresentaram queda de 1.283.676 unidades (-0,82%) e as pós-pagas crescimento de 1.071.402 (+1,26%).

Nos últimos 12 meses, a Tim liderou o aumento de linhas nas autorizadas, com 195.717 novas linhas, seguida da Algar com 79.940 novas linhas. Em relação a setembro, o serviço móvel pessoal apresentou uma queda de 212.274 linhas (-0,09%). Com isso, foram 1,1 milhão de conexões a menos que em igual mês de 2016, queda de 4,58%. A Oi desativou 3.759 milhões. Esse total se deveu a um aumento de 12.514 linhas das autorizadas e redução de 120.016 linhas das concessionárias, causando uma redução de 107.502 linhas, na comparação com setembro. A Vivo também teve adição positiva com 1.1 milhão de acessos. Já as autorizadas habilitaram mais 12,5 mil acessos em outubro, chegando a 17,1 milhões de contratos ativos.

Dentre as autorizadas, a Claro Brasil apresentou a maior evolução entre as prestadoras, com 12.400 novas linhas no mês de outubro quando comparado com setembro de 2017. As outras tecnologias apresentaram redução.

Ainda de acordo com a Anatel, em outubro, comparando com setembro, três estados da Região Norte apresentaram crescimento no número de linhas móveis (Rondônia, Roraima e Amazonas), dois da Região Sudeste (Espírito Santo e São Paulo) e os estados da Região Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul), todos com crescimento inferior a um por cento. No período, o Estado perdeu 553.247, uma retração de 5,50%.