Bitcoin bate novo recorde e ultrapassa US$ 12 mil

Bitcoin bate novo recorde e ultrapassa US$ 12 mil

A moeda virtual bitcoin, que tem visto ganhos surpreendentes ao longo deste ano, atingiu nova máxima histórica e ultrapassou a marca psicologicamente importante de US$ 12 mil na noite de terça-feira (5), de acordo com a CoinDesk, uma das maiores consultorias do setor de criptomoedas.

No acumulado de 12 meses, a moeda apresenta valorização de mais de 1.500%.

Os investidores nas bolsas de derivados financeiros, onde são negociados os contratos futuros das principais matérias-primas, como o petróleo ou o ouro, vão poder negociar direitos sobre bitcoin. A rival CME e a Nasdaq podem seguir-se.

Há apenas um ano a Bitcoin valia apenas 764 dólares, ou seja, num ano valorizou em 1574% a sua cotação. Para quem duvida da validade desta criptomoeda - e para quem acha que devia ser proibida, como o Nobel Joseph Stiglitz - a decisão das bolsas como a CBOE só irão contribuir para intensificar a "bolha perigosa" que alguns especialistas veem na bitcoin.