Segóvia defende integração de órgãos de segurança no combate ao crime organizado

Segóvia defende integração de órgãos de segurança no combate ao crime organizado

Ele é secretário estadual de Controle de Transparência do Espírito Santo, no governo de Paulo Hartung (PMDB).

De acordo com Ricas, o convite foi feito pelo novo diretor-geral da Polícia Federal no país, Fernando Segóvia, nomeado pelo presidente Michel Temer (PMDB).

O secretário disse que deve assumir o cargo de diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal.

O delegado Fernando Segóvia tomou posse na semana passada como novo chefe da Polícia Federal. Mineiro, formado em Direito e pós-graduado em Ciências Criminais e em Inteligência de Segurança Pública, Ricas é delegado federal de carreira, já tendo atuado também no Espírito Santo e em Minas Gerais. "O mais importante para a solução será a parceria, a integração".

A Diretoria que Ricas assume é responsável pelas delegacias que tocam operações de combate à corrupção no País.