PF deflagra Operação Backbone e desarticula quadrilha na TI da Caixa

PF deflagra Operação Backbone e desarticula quadrilha na TI da Caixa

BRASÍLIA - (Atualizado às 13h17) A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira a Operação Backbone, para desarticular uma organização criminosa suspeita de desviar dinheiro da Caixa Econômica Federal. Parte desses valores, de acordo com a PF, era distribuído pela empresa de consultoria para os demais membros da quadrilha. Aproximadamente 50 Policiais Federais cumprem 10 mandados judiciais de busca e apreensão na cidade de Brasília-DF.

A organização é formada por empregados da Caixa, empresários da área de TI e uma empresa de consultoria que pertence a um ex-funcionário do banco. Os contratos sob investigação totalizam um valor de R$ 385 milhões.

Para "lavar" os recursos recebidos e justificar sua evolução patrimonial, os investigados estariam celebrando contratos de compra e venda de imóveis.

A Caixa informou que forneceu informações e documentos antes da operação para contribuir com as investigações. Os desvios podem chegar a R$ 400 milhões. "As investigações apontam que empregados da CEF, juntamente com o sócio administrador da empresa de consultoria, receberam vantagens indevidas repassadas por empresas de TI, com a finalidade de cometer irregularidades na formalização e fiscalização dos contratos dessas empresas com a CEF", diz nota da PF sobre a Back Bone.

A operação foi batizada de Backbone, expressão que na área da informática faz referência à espinha dorsal de um sistema de rede de computadores.

Os envolvidos responderão na medida de suas responsabilidades pelos crimes de: corrupção ativa, corrupção passiva e pelo tipo penal de integrar organização criminosa.