Trump diz que pode adotar 'opção militar' para crise na Venezuela

Trump diz que pode adotar 'opção militar' para crise na Venezuela

"Temos muitas opções para [lidar com a situação n] a Venezuela".

Maduro adiantou que a conversa com Donald Trump pode ser ao telefone ou pessoalmente, em Nova Iorque, à margem da Assembleia-geral da ONU de 20 de setembro. "Faça o necessário para que eu possa ter uma conversa telefónica com o presidente Donald Trump, faça o necessário", disse o Nicolás Maduro. E a propósito, não excluo a opção militar. É nosso vizinho. Nós estamos por todo o mundo e temos tropas em todo o mundo em locais muito, muito longe.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse ontem que não descarta uma "opção militar" contra a Venezuela. "É algo que podemos explorar".

Trump falou aos jornalistas em Nova Jérsia, onde está de férias, após reunir-se com o secretário de Estado, Rex Tillerson, o assessor de segurança nacional, H.R. McMaster, e a embaizadora norte-americana na ONU, Nikki Haley.

Estas declarações chegam dias depois de Washington ter aplicado sanções económicas e migratórias sem precedentes contra duas dezenas de membros do governo venezuelano, incluindo Maduro, que classificou de "ditador", em resposta à eleição da Assembleia Constituinte em clima de violência.

A crise venezuelana se intensificou depois da eleição de uma Assembleia Constituinte, no último dia 30, em uma votação cujas regras foram desenhadas para favorecer o governo e contestada por governos estrangeiros.

"Rejeitamos as ameaças cobardes, insolentes e infames" de Trump "contra a soberania sagrada da Venezuela", escreveu a presidente da Constituinte, Delcy Rodriguez, na rede social Twitter. No documento, é destacado, além disso, o espírito de solidariedade da América Latina e a convicção "de que uma negociação, com pleno respeito pelas normas do direito internacional e o princípio de não intervenção, sem atentar contra os direitos humanos e a democracia, é a única ferramenta que assegura uma solução duradoura para as diferenças".